You are currently viewing Câncer de Estômago
Câncer de Estômago: Sintomas e Diagnóstico

Câncer de Estômago

  • Post author:
  • Post category:Artigos
O câncer de estômago também é chamado de câncer gástrico. O tipo adenocarcinoma é responsável por cerca de 95% dos casos.

Tipos de Câncer de Estômago

Outros tipos de tumores, como linfomas e sarcomas, também podem ocorrer no estômago. O adenocarcinoma de estômago atinge, em sua maioria, homens por volta dos 60-70 anos.
No Brasil, o câncer de estômago é o terceiro tipo mais frequente entre homens e o quinto entre as mulheres.
Os principais fatores de risco são: Obesidade, consumo de álcool, consumo excessivo de sal ou alimentos salgados/conservados no sal, tabagismo, ingestão de água proveniente de poços com alta concentração de nitratos, anemia perniciosa, gastrite atrófica e metaplasia intestinal, e infecções pela bactéria Helicobacter pylori e história familiar presente.

Sintomas Câncer de Estômago

Não há sintomas específicos do câncer de estômago. Porém, alguns sinais, como perda de peso e de apetite, fadiga, sensação de estômago cheio, vômitos, náuseas e desconforto abdominal persistente podem indicar tanto uma doença benigna (úlcera, gastrite, etc.) como um tumor de estômago. Durante o exame físico, o paciente com câncer pode sentir dor no momento em que o estômago é palpado. Sangramentos gástricos são incomuns no câncer de estômago, entretanto, o vômito com sangue ocorre em cerca de 10% a 15% dos casos. Também podem surgir sangue nas fezes, fezes escurecidas, pastosas e com odor muito forte (indicativo de sangue digerido). Massa palpável na parte superior do abdômen, aumento do tamanho do fígado e presença de íngua na área inferior esquerda do pescoço e nódulos ao redor do umbigo indicam estágio avançado da doença.

Como é feito o Diagnóstico?

O diagnóstico é feito pela endoscopia digestiva alta. Este exame permite ao médico visualizar o esôfago e o estômago, além de fazer biópsias. O material da biópsia é enviado a um laboratório para que seja confirmado o diagnóstico de tumor maligno e definido qual o tipo de tumor.
Caso o diagnóstico de câncer gástrico seja confirmado, geralmente é necessária a realização de tomografias computadorizadas para avaliar a extensão do tumor.
O tratamento cirúrgico para os adenocarcinomas é o de escolha, porém o estadiamento da doença irá guiar o melhor método de tratamento.