Tudo o que você precisa saber sobre diarreia
O que é a diarreia?

Tudo o que você precisa saber sobre diarreia

  • Post author:
  • Post category:Artigos

Quando um indivíduo está com diarreia, ele costuma evacuar mais vezes e notar uma alteração na consistência das fezes. Todos podem, eventualmente, ter eventos como este. No entanto, devemos estar atentos a este quadro e procurar aconselhamento médico quando em situações anormais.

O que é a diarreia?

A diarreia é um sintoma comum a muitas patologias, em especial às que alteram o movimento involuntário realizado pelo intestino. Por apresentar fezes mais líquidas, o paciente pode acabar sofrendo desidratação. Crianças e idosos são mais propensos a este quadro, mas adultos também podem desidratar. A desidratação pode ser notada devido à boca seca, rachaduras nos lábios e redução da intensidade da urina. Casos mais graves envolvem letargia, confusão mental e queda dos níveis de sódio e potássio.

O que causa a diarreia?

Muitos fatores podem desencadear este quadro, como intoxicação alimentar, parasitas intestinais, apendicite aguda e infecções virais ou bacterianas. As infecções são mais comuns em áreas com higiene ou saneamento básico inadequados e pela contaminação de alimentos e da água. Lembrar que no verão os alimentos se contaminam com maior rapidez e devemos sempre estar atento aonde comemos e como os alimentos estão conservados. Frutos do mar na praia expostos ao sol não são uma boa idéia!

Alterações na motilidade do tubo digestivo também podem ser efeitos colaterais de certos medicamentos e laxantes ou intoxicação por metais pesados, Além disso, o quadro é característico de momentos de estresse ou nervosismo e de intolerantes à lactose ou ao sorbitol.

A que devo estar atento quando com diarreia?

A diarreia pode ser o sinal de diversas outras doenças, como má absorção de nutrientes, úlcera gastrointestinal e alguns tipos de câncer. Se os sintomas persistirem por mais de dois dias, procure aconselhamento médico, ou seja, seu quadro será avaliado e situações graves poderão ser descartadas. Outros fatores alarmantes são:

  • Se houver sangue nas fezes ou se a cor destas apresentar tons pretos ou avermelhados;
  • Gordura visível nas fezes;
  • Se houver quadro de desidratação;
  • Se houver alternância entre diarreia e prisão de ventre.

Nestes casos mais graves, pode ser necessário que o paciente seja internado. Assim, será administrado soro e outros medicamentos que revertam o quadro e devolvam a saúde e o bem-estar ao indivíduo.

Quais alimentos devem ser evitados?

É importante evitar refeições condimentadas, alimentos com alto teor de gordura, como farinhas e frituras, leite e seus derivados. Bebidas gaseificadas e fermentadas também não são indicadas, bem como aquelas que contenham cafeína. Oleaginosas, alface, bertalha, alho-poró, couve e frutas como laranja, melancia, mamão, ameixa e figo não devem ser consumidas.

Neste período, prefira chás, arroz, macarrão e sopas de legumes como abobrinha, cenoura, batata e abóbora. Entre as frutas, escolha maçãs e peras sem casca, caju, goiaba, banana-prata e pêssego. As carnes magras, como peixe e frango sem pele são indicadas nestes casos, de preferência assadas, grelhadas ou cozidas.

Como pode ocorrer desidratação, é importante consumir bastante água, água de coco e suco das frutas citadas acima. Além de líquido, o organismo também perde bastantes sais minerais e outros nutrientes, daí a importância de manter uma alimentação adequada.

 

Referências:

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/diarreia/

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2011/07/diarreia-e-uma-defesa-do-corpo-e-nao-deve-ser-interrompida-dizem-medicos.html

http://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2017/03/Guia-Pratico-Diarreia-Aguda.pdf

http://socgastro.org.br/novo/2016/05/diagnostico-tratamento-e-prevencao-da-diarreia-aguda-infecciosa-em-adultos-diretrizes-clinicas-da-sociedade-americana-de-gastroenterologia/