You are currently viewing Dispareunia x Endometriose

Dispareunia x Endometriose

  • Post author:
  • Post category:Artigos

Dispareunia nada mais é que dor a relação sexual. Dividimos a dispareunia em superficial (também conhecido como dispareunia de entrada) e profunda. Existem muitas origens dessa enfermidade, uma delas é a endometriose.

A dispareunia superficial é caracterizada pela dor no intróito vaginal (parte mais superficial da vagina) e pode ser antes, durante ou após a penetração. Este tipo de dor pode ter como causas questões infecciosas (vaginites), vaginismo (geralmente emocionais) ou secundárias a doenças inflamatórias pélvicas como a endometriose.

Neste último caso não é uma consequência direta, mas sim indireta da patologia, por gerar um processo inflamatório crônico pélvico, promovendo através da inervação pélvica uma contratura da musculatura do assoalho pélvico e por sua vez causando a dor superficial a relação sexual.

A dispareunia profunda, dor na penetração no fundo da vagina, pode ter uma causa direta com a endometriose, porém também existem outras causas não relacionadas a esta patologia. Causas urinárias (cistite intersticial, doença inflamatória pélvica, cirurgias prévias) podem causar este tipo de dor.

Em relação a endometriose, a localização dos implantes de endometriose são os responsáveis pelo incômodo. A principal localização para tal são implantes em septo retovaginal, porém acometimento de ligamentos uterossacros, paramétrios, no fundo de saco e vaginais podem também promover a dispareunia profunda.

É interessante ressaltar que ambas as dispareunias podem coexistirem, e geralmente na endometriose a evolução para as duas não é incomum por promover a dor diretamente pelo implante, e gerar a contratura do assoalho pélvico indiretamente pelo processo inflamatório causando a dispareunia superficial.

Tendo em vista tudo dito, o tratamento muitas vezes deve ser multidisciplinar, pois em casos que existam implantes septais e contratura de assoalho pélvico, a cirurgia com ressecção do nódulo associado a fisioterapia pélvica e medicina da dor abrangem ambos os problemas.

Por isso, uma consulta pré operatória com importante alinhamento de expectativas é necessário, para que o paciente tenha ciência da importância das duas abordagens para melhora completa dos sintomas, e não somente parcialmente.

Por último, a diferenciação da dispareunia superficial de origem endometriótica para o vaginismo é fundamental, para que se escolha a conduta adequada.

Procure um especialista!